Baião de Dois: Receita Tradicional feita Feijão de Corda e Carne Seca

Descubra como preparar uma autêntica receita baião de dois e traga o sabor do Nordeste para sua mesa. Simples, deliciosa e cheia de tradição!

receita de baião de dois

O baião de dois é uma verdadeira joia da culinária nordestina, conhecida por sua mistura irresistível de sabores. Este prato típico combina feijão, arroz, carne seca e uma variedade de temperos, resultando em uma refeição rica e nutritiva que agrada a todos.

A receita baião de dois que vamos compartilhar aqui é perfeita para quem deseja explorar a culinária brasileira de uma forma autêntica e saborosa. Com ingredientes simples e um modo de preparo descomplicado, você pode recriar essa delícia em sua própria cozinha e impressionar seus convidados com um prato que é puro amor e tradição.

Seja para um almoço especial, um jantar em família ou até mesmo para uma festa temática, o baião de dois é sempre uma excelente escolha. Vamos aprender juntos como preparar essa maravilha e trazer um pouco do Nordeste para nossa mesa?

 

 

 

 

Ingredientes

Para preparar a sua receita baião de dois, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

Feijão:

  • 500g de Feijão de Corda
  • 500g de Carne Seca
  • 1 Cebola
  • 2 dentes de alho
  • 2 Folhas de Louro

 

Arroz:

  • 360g de Arroz Paraboilizado
  • 2 colheres de sopa de Azeite
  • 1 colher de sopa de sal
  • 2 dentes de alho

 

Baião de Dois:

  • 400g de Calabresa
  • 300g de Queijo Coalho
  • 1 Cebola
  • 2 tomates
  • 1 pimentão verde
  • 1 pimentão vermelho
  • 80g de Alho Poró
  • 4 dentes de Alho Ralado
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 pimenta dedo de moça pequena (opcional)
  • 2 pacotinhos de Sazon
  • 1 colher de sopa de azeite

 

Modo de Preparo

Feijão:

  1. Deixe a carne seca de molho em água por 24 horas, trocando a água algumas vezes para retirar o excesso de sal.
  2. Cozinhe o feijão de corda em uma panela de pressão com água, cebola, alho e folhas de louro por aproximadamente 30 minutos, ou até ficar macio. Reserve.
  3. Cozinhe a carne seca em outra panela de pressão por cerca de 20 minutos, ou até estar macia. Desfie e reserve.

 

Arroz:

  1. Em uma panela, aqueça o azeite e doure o alho.
  2. Adicione o arroz e refogue por alguns minutos.
  3. Acrescente água (duas vezes a quantidade de arroz), sal e cozinhe até que o arroz esteja macio. Reserve.

 

Baião de Dois:

  1. Em uma panela grande, aqueça o azeite e a manteiga.
  2. Adicione a calabresa cortada em rodelas e frite até dourar.
  3. Acrescente a cebola, o alho ralado, os tomates picados, os pimentões em cubos e o alho-poró fatiado. Refogue bem.
  4. Adicione a carne seca desfiada, o feijão cozido (com um pouco do caldo) e misture.
  5. Junte o arroz cozido, o Sazon e, se desejar, a pimenta dedo de moça picada. Misture tudo cuidadosamente.
  6. Adicione o queijo coalho em cubos e misture até que comece a derreter levemente.
  7. Ajuste o sal, se necessário, e deixe cozinhar por mais alguns minutos para que todos os sabores se incorporem.

 

Validade

O baião de dois pode ser armazenado na geladeira por até 3 dias em um recipiente fechado. Para servir novamente, aqueça em fogo baixo, adicionando um pouco de água ou caldo para não ressecar.

 

Recomendações para Servir

Sirva o baião de dois quente, acompanhado de uma salada fresca e farofa. Para uma experiência ainda mais autêntica, adicione molho de pimenta à mesa para quem gosta de um toque picante. Também vai bem com torresmo e mandioca frita.

 

Origem/História da Receita

O baião de dois é um prato tradicional do Nordeste brasileiro, especialmente popular nos estados do Ceará e Pernambuco. Seu nome curioso tem origem na dança e música “baião”, muito popular na região. A ideia por trás do prato é a simplicidade e a economia, utilizando ingredientes básicos e facilmente encontrados no sertão nordestino.

Historicamente, o baião de dois surgiu como uma refeição prática para os vaqueiros e agricultores que precisavam de um alimento sustancioso para enfrentar longas jornadas de trabalho. A mistura de arroz e feijão, que são alimentos básicos e nutritivos, com carne seca, garantiu a popularidade do prato, que rapidamente se espalhou por todo o Nordeste e, posteriormente, por todo o Brasil.

Hoje em dia, o baião de dois é apreciado em todas as regiões do país e pode ser encontrado em diversos restaurantes que celebram a culinária nordestina. Cada família tem sua própria versão do prato, adicionando ingredientes e temperos conforme a tradição local. A receita baião de dois que você está prestes a descobrir é uma homenagem a essa rica história e promete trazer todo o sabor autêntico do Nordeste para sua mesa.

 

Origem/História da Receita - receita de baião de dois

 

Benefícios

O baião de dois é uma refeição completa e nutritiva, combinando proteínas, carboidratos e fibras. O feijão de corda é rico em proteínas vegetais e fibras, enquanto a carne seca e a calabresa adicionam proteínas e sabor. Os vegetais usados na receita, como tomates, pimentões e alho-poró, trazem vitaminas e minerais essenciais para a saúde.

 

Informações Adicionais

  • Nutricional: Uma porção de baião de dois (300g) possui aproximadamente 450 calorias.
  • Acompanhamentos: Salada verde, farofa, torresmo e mandioca frita são ótimos acompanhamentos.
  • Ocasião: Ideal para almoços em família, festas temáticas e reuniões com amigos.
  • Custo: Receita de médio custo, com ingredientes facilmente encontrados em supermercados.
  • Tempo de Preparo: Aproximadamente 1 hora e 30 minutos.
  • Dicas Úteis: Para um sabor ainda mais autêntico, use feijão verde ao invés do feijão de corda. Experimente adicionar bacon ou outras carnes defumadas para variar a receita.

 

Agora que você já sabe como preparar uma deliciosa receita baião de dois, é hora de colocar a mão na massa e surpreender sua família e amigos com esse prato típico nordestino.

 

 

Participe do nosso Grupo Exclusivo de receitas no whatsapp

o que você quer cozinhar?

Cadastre-se abaixo e receba as novidades diretamente no seu email:

Receita Certa @ 2024. Todos os Direitos Reservados.